segunda-feira, 2 de março de 2009

Rua Himmel 33


Olá!

Esta semana estou conhecendo a Rua Himmel 33, em Molching, Alemanha Nazista. A estória de Liesel Meminger, " A Menina que roubava livros". O livro é grandinho, mas compensa cada página. Sem contar, é claro, que foi presente de Natal de uma pessoa mais especial ainda: meu namorado. ;D
Bom, não vou contar o desenrolar do livro até porque ainda não terminei de lê-lo (quem sabe no final de semana).
Sinto-me um pouco "roubadora de livros". Lógico que não os roubo, quer dizer, pegar emprestado e esquecer por um 'tempo' de devolver é outra história.. Mas sim?!
Então...
Adoro ler.
Quer me ver feliz e compenetrada em algo?
Me dê um livro.
Com esse agora "A Menina que roubava livros" não consigo desgrudar. Tudo bem que é uma narração triste, porém te faz imaginar diversas coisas como paisagens, sentimentos e desejos. Dá até para aprender algumas palavras em alemão. E uma que tenho lido bastante é alguma coisa relacionada com 'porca imunda'.. Ok!
Ai você se pergunta: _ Mas esse livro não é antigo?
Nem é. Foi lançado em 2007 no Brasil e virou modinha. Odeio livros da 'moda'. Igual a filmes. Odeio assistir filmes que estão no TOP LIST..
Gosto de saborear e conhecer cada pedacinho desse universo que chamamos de livros. Sem ter que ser a 'cult' do momento... Posso até querer ser 'cult', mas no MEU momento!
Bom, agora é terminar esse porque tenho uns 10 livros para terminar/iniciar a leitura.
Boa semana! E muita leitura..

18 comentários:

  1. Este Livro é simplismente ótimo ! :D

    ResponderExcluir
  2. Nossa
    depois de quase um ano estou eu aki para comentar um dos melhores livros que já li
    "A Menina que roubava livros"
    sem comentarios néh gente!!!
    adorei... até por que sempre gostei de estidar
    sobre a Alemanha Nazista. E com esse livro
    posso ver esta Alemanha com outros olhos,
    os da Ceifadora de almas...
    Enfim.
    É simplismente de mais!!!
    recomendo!!!

    Valeu.
    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  3. eu tbm acho este livro fla sobre o sofrimento das pessoas durante a segunda guerra mundial e sobre o guria estremamente sensivel

    ResponderExcluir
  4. 'A menina que roubava livros'
    Terminada minha leitura,não restam palavras para dizer o quanto encantador é este livro, como o suspense, o clima, e tantos outros meios utilizados pelo autor, fizeram desse livro uma historia simplesmente magnifica.Uma das minhas melhores leituras.Incrivelmente surpreendente.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom esse livro.Aqui vão alguns também otimos. Exodus.Mil cairão ao teu lado.Arco-ires sobre o inferno.

    ResponderExcluir
  6. A menina que roubava livros foi o meu primeiro livro,fiquei encantada com a Alemanha após a leitura.A audácia que o autor,Markus Zusak conta uma história bela mesmo em meio a segunda guerra mundial é inovador.

    ResponderExcluir
  7. Estou lendo este livro, realmente é um livro muuito bom. E realmente, duas palavras que eu nunca vou esquecer em alemão são Saukerl e Saumensch (respectivamente porco imunda e porca imunda.

    ResponderExcluir
  8. A eu to amando esse livroo . ée mto bom !'
    To qase terminando to na parte 6/10 . Qando o
    Max ta doente e ta preste á morrer !'
    Não acho tão triste o livro, por enqanto ainda
    nãao ta tãao assim como mee falavam !'
    A Menina que roubava livros é um livro mto bom
    Bjos qeridos Saumensch !

    ResponderExcluir
  9. Acabei de ler este livro, fiquei muito emocionada com o final, e procurei saber se realmente existiu este lugar(Rua Himmel), a guerra foi algo realmente terrível, qtas Liseel não devem ter existido naquela época?!Qtas não tentaram ajudar aos judeus a se esconderem, e arriscaram suas vidas. Hoje nós sabemos um pouco mais sobre a história, e nos sensibilizamos. Mas é bom saber que outras pessoas compartilham do mesmo sentimento, apreciam o Livro, é muito , muito bom.

    ResponderExcluir
  10. Realmente...
    "Quando a morte conta uma história você deve parar para ler"!

    ResponderExcluir
  11. MOLCHING É UMA CIDADE FICCTÍCIA...COMO FEZ PARA VISITAR??? FOI SÓ NO LIVRO,NÉ?
    CONHECI O LUGAR ONDE OS LIVROS FORAM QUEIMADOS, EM MUNIQUE...É BAIXO ASTRAL...

    ResponderExcluir
  12. amei o livro a historia e encantadora quando o lia nao queria mais parar de ler enfim acabei de ler e amei
    recomendo esse livro

    ResponderExcluir
  13. O LIVRO " A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS" É SIMPLESMENTE DEMAIS!! COMPREI SÓ POR COMPRAR, MAIS, QUANDO COMEÇEI A LÊ NUM CONSEGUIR MAIS PARAR!! ESTOU NO 6 CAPITULO. ESPERO TERMINA-LÓ LOGO!!! NUM VAI SER MUITO DIFICIL PORQUE A HISTORIA É DEMAIS!

    ResponderExcluir
  14. A minha história com este livro é interessante. Li "A menina que roubava livros" antes de fazer uma viagem para a Alemanha e para Polônia para conhecer mais detalhes sobre a II Grande Guerra. Me preparei muito para esta viagem. Li vários relacionados ao tema: O diário de Anne FRank, O Diário de Mary Berg, A mala de Hanna, Inverno na manhã, A bela senhora Seidenman, Gestapo, etc. Mas nada se compara em estar nos lugares onde tudo isso aconteceu. Aprendi nessa viagem mais do que em todos os anos que estudei na vida. Voltei completamente mudada. COMO OS SERES HUMANOS DEIXARAM TUDO AQUILO CONTECER????
    Assim que voltei, li novamente A menina que roubava livros, mas agora conhecendo os dois lados da moeda.
    Coloquei esses relatos no meu blog. Quem quiser, pode visitá-lo. Tem relatos sobre Aushwitz, Museu do Holocausto, Museu da Gestapo e várias outras histórias.
    http://meamarroemviajar.blogspot.com
    Deixem lá as suas opiniões.

    ResponderExcluir
  15. Acabei de ler, otimo livro no começo fiquei meia assim, mais depois nao desgrudei até terminar e hoje na ultima pagina chorei com a história...Um dos melhores livros que já li...Eu ja sabia sobre o nazismo mais esse livro conta que nem todos os alemaes eram ruins,leiammm vale a pena

    ResponderExcluir
  16. O mais impressionante da história é a leveza e a poesia com que o autor trata de assuntos tão delicados, tão tristes. A coisa toda toma um aspecto muito humano na narrativa. Seria muito fácil escrever somente sobre as atrocidades e misérias da guerra, mas isso acaba ficando quase que em segundo plano pois a história é sobre pessoas muito mais decentes do que a maioria das que já conheci. Vale a leitura. Agora vou dar o meu livro, que aliás não é meu e não lembro como apareceu na minha vida, para a minha filha, com recomendações expressas de passá-lo adiante quando terminar, ou simplesmente deixá-lo num banco de praça.

    ResponderExcluir
  17. gentee eu li e ameiiiii chorei qando a rua himmel foi bombardeada ;(

    ResponderExcluir
  18. Ai gente comecei a ler esse livro e A-D-O-R-E-I! AMO!

    ResponderExcluir