quarta-feira, 6 de maio de 2009

Improvável: eu assisti!

Seguinte. Demorei postar sobre o espetáculo de teatro Improvável, porque passei o dia de bota cano longo, salto 15, camiseta e chapeú na Agrotins 2009. Aff.. é bom mas cansa.. ôhhh saco! Estou morta!
Enfim..
Ontem, depois de 3 HORAS na FILA e da surpresa de uma sessão à mais: eu assisti a apresentação Improvável. Show! Eu não conhecia o trabalho deles. Fui porque ao saber que eles viriam para a inauguração do Teatro do Sesc em Palmas, encaminhei um email para meu namorado e amigos. Ficaram eufóricos! (Nerd's.. ¬¬')
Ok. Vamos lá!
Saí uns 10 minutos mais cedo do trabalho para ficar na fila para os ingressos, pensei que seria tranquilo. Quando chegamos lá.. 200 milhões de pessoas.. brincadeira, mas umas 400 e muitas estavam lá sim. E olha que eram 18h!
Fomos para o rabo da fila. Daí, aparece uma moçinha bem educadinha e de crachá no pescoço e nos informa:
_Vocês sabem que os ingressos acabaram, né? (Não, né! Senão não estavámos no final da fila!... Eu não disse isso, mas vontade... ¬¬')
O local só comportava 300 pessoas. E óbvio que o 'trem' não iria caber aquele 'mundo' de gente.
Resolvemos ficar para ver no que que ia dar.. E não é que deu!
O diretor do Sesc apareceu e foi caminhando de grupo em grupo da galera "estou na fila, mas tenho esperança" e disse que tinham contratado mais uma sessão GRATUITA para o público. Pense! Felicidade geral da nação palmense. E o melhor, nós eramos o número 150 a 154 da fila de espera para a segunda sessão. Massa! Vamos esperar.
Só que, espírito de porco existe em qualquer lugar e na fila do Sesc não seria diferente, umas 'pessoas' começaram a ligar para seus amigos, pessoas essas que estavam na nossa frente, aí o 'pau quebrou'..
Na hora em que algum 'zé mané, tia mané, patricinha mané, playboy mané, vó mané' chegava querendo furar fila, TODO MUNDO (menos os que chamaram, lógico) gritavam para que fossem para o final da fila. Em alguns momentos funcionou e em outros não (como tem gente cara de pau nesse mundo).
Depois dessa folia. Entramos! Ufa! Como foi bom entrar naquele pátio. Sem contar que teríamos que esperar a primeira sessão acabar, o descanso dos artistas e daí, entramos. Tudo MA-RA-VI-LHO-SO! Para quem nem ia assistir o show!
E o tempo não passava. Tinha gente jogando truco, jogando no celular, falando mal da vida dos outros, comendo pipoca. Opa! Tenho que comentar...Acho que o tiozinho da pipoca nunca faturou tanto na sua vida. Veio na primeira rodada de gente, teve que ir em casa e trouxe mais pipoca e vendeu tudo!
Nesse intervalo de espera, tinha gente vendendo a entrada por 50 reais. E nós, lá. Firmes e fortes comendo pipoca com sal'monela'.
Enfim! Entramos e assistimos o show. Naõ vou contar como foi, estou com sono, o post está grande e vocês não vão ficar mais de 2 minutos lendo isso aqui.. pelo menos foi o que aprendi nas aulas de Jornalismo Online na universidade . ^^
Ri muito. Gostei da atuação das meninas e dos meninos. Nunca os tinha visto. Deve ter algum vídeo sobre a apresentação em Palmas no Youtube. Aliás, sobre a apresentação deles, até colaborei citando a ultra-mega-power heroína Shira no jogo do troca para a atriz Cristiane Wersom. :D
Muito massa! Muito massa!
Indico. Assistam.
Improvável: um show provavelmente bom.
Que nós provavelmente não assistiríamos.
E que aconteceu o improvável: assistimos e eu gostei muito!
Parabéns ao Sesc que nos disponibilizou mais uma chance. O Teatro é LINDO de doer e querer morar dentro!
E para consolo do restante das mais de 500 pessoas que estavam na fila depois da gente: nós passamos pelo que vocês passaram, a diferença foi que voltamos bem mais leves e alegres para casa.
O Improvável aconteceu! ^^
Inté!

Moral da história: " A esperança é a última que morre, mesmo que dure 3 horas."

Um comentário:

  1. Eu também assisti ao show, só que vi a 1ª sessão. Cheguei 2 hrs da tarde no Sesc, mas valeu à pena e a espera nem foi tão ruim, o truco quebrou um baita galho!

    ResponderExcluir