segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Adotei uma Criança


Bom. Não é 'adotar' literalmente.
Final de ano e o espírito natalino chega no coração de cada um (em alguns mais, em outros menos e em uma grande parte nem faz cosquinha). Enfim, o meu ato de adoção é para me sentir útil pelo menos alguma vez nessa vida (aliás, isso será uma das coisas que farei no próximo ano, ser útil por meio do voluntariado). O meu afilhado se chama Leandro, tem 12 anos e mora no bairro Aureny III, aqui em Palmas. Ele e mais uma gama de crianças residem na Casa de Abrigo Raio de Sol. A instituição promove atendimento às crianças e aos adolescentes em situação de risco pessoal e social. O local abriga aproximadamente 25 crianças de até 12 anos, encaminhados pelo Poder Judiciário. As crianças têm uma rotina: frequentam a escola e participam de outras atividades socioeducativas sendo que ficam na Casa até que seja resolvida a situação de cada uma delas.
Minha colega 'dos tempos' de faculdade me enviou um email e aquilo tocou meu coraçãozinho-mole-de-manteiga-derretida e pronto: adotei o menino!
O presente faz parte do projeto 'Sacolinha de Natal' na qual deve ter 01 conjunto de Roupa, 01 par de Calçados, 01 brinquedo e 01 kit de higiene pessoal (e tudo novinho).
O pessoal que está à frente do projeto me convidou para participar da festinha de entrega das sacolinhas, mas ainda não sei se vou. Não quero que ele fique sem graça por ter que depender de uma pessoa (que não é da sua família) para ganhar um presente de Natal. Ou pode ficar contente em receber um presente da 'Tia Poli'. Estou nesse dilema. Não quero ficar aparecendo por causa dessa atitude, do tipo: 'eu sou legal', até porque as pessoas comentam (ohhh mundo que tem gente maldosa): 'olha ela lá ajudando' ou 'só quer aparecer'. Acho engraçado que falam mas não ajudam, podiam fazer pelo menos o mesmo. E quem disse que tudo é perfeito nesse mundo, não é mesmo?
Bom. Uma certeza eu tenho: se for, vai ser muito emocionante ver meu afilhado (que nem conheço) feliz e sorridente com um presentão de Natal by 'Tia Poli'!

Nenhum comentário:

Postar um comentário