quinta-feira, 18 de março de 2010

Maré



A revolta tomou conta do meu ser!
E começo a compreender esse período da minha vida, os 24 anos...
Que azar danado no campo sentimental! Desde julho do ano passado (quando completo um ciclo e inicio outro)...
Lembro na hora da máxima: "Sorte no jogo, azar no amor."
Decepção atrás de decepção.
Ilusão e mais ilusão.
Qual seria o remédio para diminuir o ritmo dessa maré?
Não acredito mais em nada e em ninguém.
Isso é triste.
E quando começo a acreditar e amolecer o coraçãozinho, toma-lhe um 'toco'.
Que raiva que sinto de mim...
Daí, tenho que voltar a ser a durona insensível.
Podia 12 de julho de 2010 chegar logo!
É.
Acho que será melhor assim...
Sem sentimentos e sem amores por ninguém.
Manter o foco.
Manter minha meta de vida.
Manter a cabeça no lugar.
Não sou feminista, mas começo a ter ódio das atitudes masculinas, esses 'seres' que consideram que o poder fálico é tudo nesse mundo.
Idiotas!

Um comentário:

  1. Q revolta Poli, adoreii
    erguemos, pois, a bandeira contra as mediocres atitudes do sexo oposto, arghhhhhhh

    Beijosss, post + q legal!

    ResponderExcluir