segunda-feira, 8 de março de 2010

Tudo começou...

Sempre fui vislumbrada com as comemorações da Festa do Divino.
Quando era criança e estava na casa da minha vó, os foliões passavam por lá e sempre oravam levando a mensagem evangelizadora. Eu sempre quis entender o porquê de todas aquelas cores, símbolos e fé.
Cresci com isso em mente.
E foi no final da graduação em Comunicação Social (Jornalismo) que tive contato com umas das vertentes que estudam essas manifestações: a Folkcomunicação.
Nunca fui muito ligada com pesquisa, mas todo o trabalho que tive em pesquisar, entrevistar e ler sobre a Festa do Divino e suas singularidades, me fez abrir os olhos para essa vertente de trabalho: ser pesquisadora.
Dessa curiosidade infantil em conjunto com a vontade de saber mais e mais, que elaborei minha monografia acerca desse tema.
Hoje, após três anos da defesa da bendita 'cria', e claro, com nota máxima dada pela banca, continuo com essa pesquisa. Espero termina-lá com 'louvor' assim como foi o TCC.
Bom.
Desse trabalho todo fiz um artigo onde analisei a produção e os efeitos da produção de um video-documentário sobre a Festa do Divino Espirito Santo em Natividade - TO. Tem algumas autoridades da cidade que não gostaram do meu posicionamento. Enfim.. Apenas retratei o que quem organiza a festa considerou sobre o documentário...
O artigo publiquei no Intercom 2007, em parceira com meu orientador na época - Prof. Frederico Salomé, que aliás,  me batizou de "Louca do Divino", e faz seu doutorado sobre o mesmo tema, só que com a comunidade do Canela, aqui em Palmas.
Estou feliz em continuar com esse projeto e preocupada com tanta coisa para absorver e compreender. :(
Principalmente com coisas que não são da minha área de formação...
Fica muito mais difícil! Tenho que estudar o dobro!
Aí vai o link para quem quiser conferir o trabalho.
Lembrando que foi do tempo da graduação. :D

www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R0498-1.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário