terça-feira, 24 de agosto de 2010

Intercâmbio: Vacinas

Não. Não é gripe aviária. Rsrsrsrs
Achei o galo bonitinho..
Mas antes de viajar você precisa de algumas vacinas, assim como informa o site do Ministério da Saúde aqui no Brazuca! rsrsrs
Enfim, eis as informações:

Dependendo de para onde o viajante está se deslocando, é preciso tomar alguns cuidados sobre os riscos de adoecer. Por isso, as informações e orientações necessárias para os viajantes devem fazer parte do planejamento de viagem. Algumas medidas devem ser previstas com antecedência como, por exemplo, a vacina contra febre amarela que é obrigatória para o ingresso em alguns países e deve ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem.

A vacinação deve ser registrada no Certificado Internacional de Vacinação que é emitido em qualquer um dos postos da Anvisa em Portos, Aeroportos e Fronteiras. Caso tenha algum problema de saúde que contra indique a vacinação, consulte seu médico e solicite um atestado e apresente em um dos nossos postos para emissão do Certificado Internacional de Isenção de Vacinação (PDF).

Outras vacinas são recomendadas como medida de prevenção do viajante que se desloca para qualquer país, como a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e a dT (difteria e tétano) e hepatite B, e no deslocamento para áreas endêmicas, a poliomielite, influenza e meningite meningocócica. A principal orientação da Anvisa é que o viajante esteja em dia com seu calendário vacinal do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

Fonte: http://www.anvisa.gov.br/paf/viajantes/antes_viajar.htm

Intercâmbio: Como levar dinheiro para o exterior?

Essa é a pergunta que não saía da minha cabeça nos primeiros dias.
E como é dificil encontrar respostas para ela, até mesmo no Google!
Mas encontrei e quero compartilhar com vocês.
No site do Banco do Brasil há uma orientação (mais ou menos) de como lidar com isso tudo. Se você quiser dar uma conferida, clique aqui.
Mas um site que me ajudou muito foi o blog da Stella Barros.
Informações bem complementares e importantes.


Dinheiro vivo
O ideal é não levar todo o dinheiro em “cash”. Uma boa média é calcular um terço do valor total para levar em dinheiro vivo. Faça a conversão antes de ir, para não perder duas vezes com o câmbio.
Tania Borja Gasparian, gerente da Cotação DTVM (seguro.cotação.com.br), explica: “Se o turista vai para o Canadá, deve levar dólares canadenses. Caso leve dólares americanos, sofrerá no Brasil o câmbio do real para o dólar americano e, chegando ao Canadá, perderá de novo na hora de trocar de dólares americanos por canadenses”.

Cartão de crédito
A fatura é calculada com o câmbio do dia de seu fechamento. Com isso, o cartão dá espaço para sustos como ir viajar com o dólar a R$ 1,80 e pagar a conta com o dólar a R$ 2,40. Outra desvantagem são as taxas cobradas pelas bandeiras.
A vantagem é que estabelecimentos comerciais no mundo inteiro aceitam sua utilização. E empresas de aluguel de carro e hotéis costumam pedir a apresentação de um cartão de crédito para o bloqueio de determinada quantia – usada como garantia de pagamento ou cobertura de extras.
Em momentos de turbulência, a dica dos especialistas é tentar usá-lo moderadamente.

Vista Travel Money
O VTM é um cartão de débito pré-pago, recarregável, que pode ser adquirido em dólares e euros.
A vantagem é que o viajante fecha o câmbio no dia em que carregou o cartão. Com isso, não está sujeito a variações cambiais.
Para Alcides Leite, professor de mercado financeiro da Trevisan Escola de Negócios, não é um bom momento para investir no VTM, já que é possível que o dólar recue depois do auge da crise.
Vale lembrar que no Visa Travel Money há uma cobrança de 0,38% de IOF na hora da compra da moeda e uma taxa de R$ 2,50 por saque, independentemente do valor.
Segundo Tania Borja Gasparian, mesmo em países onde a moeda é diferente do dólar e do euro, o cartão pode ser usado. “Se o cliente estiver na Austrália, a Visa fará a conversão da moeda, e o cliente receberá o dinheiro em dólares australianos”, diz. Nesse caso, com a cotação do dia.
Para carregar o cartão, é preciso fazer um DOC ou TED para a empresa, e o valor correspondente em dólares ou euros é liberado.

Traveler cheque
Os cheques de viagem são trocados por dinheiro, em instituições financeiras de vários países, pela taxa de câmbio do dia.
É preciso atentar às taxas sobre o valor trocado, que podem chegar a 10% em países como Argentina e Chile. E certificar-se que o país de destino aceita cheques de viagem. Como vantagem sobre o dinheiro em espécie, destaca-se a possibilidade de reembolso pelo banco no caso de perda ou roubo. Na maioria das instituições financeiras, eles só são aceitos com a apresentação do passaporte e com a assinatura do cheque na frente do caixa. Além de travelers cheques em dólares americanos, há em dólar australiano, dólar canadense, euro, franco suíço, libra esterlina e iene.

Enfim, eu vou levar o Visa Travel, achei bem mais cômodo e prático. Caso eu precise, vou sacar o valor necessário uma vez por mês, até porque é bem caro, né?! Especialistas (blogs, agências de viagem entre outros) afirmam que o ideal é levar uma pequena parte em espécie e o restante nos cartões.
É isso! Aproveitem a viagem! \o/

Biblioteca Mundial da ONU


Compartilhando essa maravilha com vocês, apresento-lhes a BIBLIOTECA MUNDIAL DA ONU, em 7 idiomas e já está disponível na Internet, através do site www.wdl.org
A WDL reúne mapas, textos, fotos, gravações e filmes de todos os tempos e explica em sete idiomas as jóias e relíquias culturais de todas as bibliotecas do planeta.
Tem, sobretudo, carácter patrimonial", antecipou em LA NACION,  Abdelaziz Abid, coordenador do projecto impulsionado pela UNESCO e outras 32 instituições. A BDM não oferecerá documentos correntes, a não ser "com valor de  património, que permitirão apreciar e conhecer melhor as culturas do mundo em idiomas diferentes: árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português. Mas há documentos em linha em mais de 50 idiomas".
Entre os documentos mais antigos há alguns códices  pré-colombianos, graças à contribuição do México, e os primeiros mapas da América, desenhados por Diego Gutiérrez para o rei de Espanha em 1562", explicou Abid.
Os tesouros incluem o Hyakumanto darani, um documento em japonês publicado no ano 764 e considerado o primeiro texto impresso da história; um relato dos azetecas que constitui a primeira menção do Menino Jesus no Novo Mundo; trabalhos de cientistas árabes desvelando o mistério da álgebra; ossos utilizados como oráculos e esteiras chinesas; a Bíblia de Gutenberg; antigas fotos latino-americanas da Biblioteca Nacional do Brasil e a célebre Bíblia do Diabo, do século XIII, da Biblioteca Nacional da Suécia.
Fácil de navegar:
Cada jóia da cultura universal aparece acompanhada de uma breve explicação do seu conteúdo e seu significado. Os documentos foram passados por scanners e incorporados no seu idioma original, mas as explicações aparecem em sete línguas, entre elas o PORTUGUÊS. A biblioteca começa com 1200 documentos, mas foi pensada para receber um número ilimitado de textos, gravados, mapas, fotografias e ilustrações.
Como se acede ao sítio global?
Embora seja apresentado oficialmente  na sede da UNESCO, em Paris, a Biblioteca Digital Mundial já está disponível na Internet, através do sítio:
http://www.wdl.org
 
O acesso é gratuito e os usuários podem ingressar directamente pela Web, sem necessidade de se registrarem.
Permite ao internauta orientar a sua busca por épocas, zonas geográficas, tipo de documento e instituição.

O sistema propõe as explicações em sete idiomas (árabe, chinês, inglês, francês, russo,
espanhol e português), embora os originais existam na sua língua original.
Desse modo, é possível, por exemplo, estudar em detalhe o Evangelho de São Mateus traduzido em aleutiano pelo missionário russo Ioann Veniamiov, em 1840. Com um simples clique, podem-se passar as páginas de um livro, aproximar ou afastar os textos e movê-los em todos os sentidos. A excelente definição das imagens permite uma leitura cómoda e minuciosa.
Entre as jóias que contem no momento a BDM está a Declaração de Independência dos Estados Unidos, assim como as Constituições de numerosos países; um texto japonês do século XVI considerado a
primeira impressão da história; o jornal de um estudioso veneziano que acompanhou Fernão de Magalhães na sua viagem ao redor do mundo; o original das "Fábulas" de Lafontaine, o primeiro livro publicado nas Filipinas em espanhol e tagalog, a Bíblia de Gutemberg, e umas pinturas rupestres africanas que datam de 8.000 A.C.
Duas regiões do mundo estão particularmente bem representadas: América Latina e Médio Oriente. Isso deve-se à ativa participação da Biblioteca Nacional do Brasil, à biblioteca de Alexandria no Egipto e à Universidade Rei Abdulá da Arábia Saudita.

A estrutura da BDM foi decalcada do projecto de digitalização da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, que começou em 1991 e actualmente contém 11 milhões de documentos em linha. Os seus responsáveis afirmam que a BDM está sobretudo destinada a investigadores, professores e alunos. Mas a importância que reveste esse sítio vai muito além da incitação ao estudo das novas gerações que vivem num mundo audio-visual.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

E quando a linha 9 era só BASA/UFT...


Dessas minhas andanças de ônibus me deu uma saudade do tempo em que tivemos que 'prender' 17 ônibus dentro do campus, subir do trio elétrico e fazer discursos inflamados, além de circularmos todos os ônibus e cantar o Hino Nacional!
Nossa.. Arrepia!
Apesar dos pesares, muitos estudantes tentam levar a odisséia de andar na Linha 9 (BASA) na base da comédia. O texto abaixo é do meu colega de profissão, o jornalista Bob Maia, quando era apenas um estudante do 6º período do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Tocantins.
Eis o texto!
__________________________________


MEU AMIGO BASA/UFT

            Chego em casa lá pelas dez da noite, me acomodo na kitinete de dois quartos para 4 pessoas. A comida está fria, na verdade é uma sobra do almoço que fizemos pela manhã, excepcionalmente neste dia eu não fui ao restaurante comunitário. As roupas sujas sobre a cama, os livros jogados no canto de uma prateleira, as canetas mastigadas nos bocais, o comprovante de matrícula amassado em algum canto e, como sempre, os amigos reclamando da vida: -“Tá difícil a convivência nessa casa”...
            Tenho moto, não é uma “supermoto”, mas dá para levar umas quedas de vez em quando. No começo foram seis meses indo para a faculdade numa bicicleta. As a avenidas escuras, a pequena lanterna no guidão e os quatro quilômetros percorridos diariamente. Ainda tem acadêmicos na Universidade nessa situação. O certo é que para muitos alunos, pagar uma taxa de quase um real no coletivo não é fácil. A maioria já estuda em faculdade pública porque não tem dinheiro para bancar os estudos, e isso inclui despesas com transporte evidentemente.
            Certo dia, chego em casa (se é que as kitinetes podem ser chamadas de casa) com aquela tremenda fome de sempre. Nenhum dos meus amigos tinha chegado da faculdade, mas eu sabia que eles chegariam logo, pois era um dia especial. Faríamos no almoço, costela de gado com mandioca (parece simples, mas para quem tem que comer diariamente no comunitário... costela feita em casa, hummmm... é caviar).
            Não demorou muito, meus amigos chegam. Percebe-se pela cara de cansaço, a “contaminação que o estudo traz para as nossas mentes. Sem muita cerimônia eu pergunto logo:
-         Porque demoraram tanto?
-         Perdemos o Basa/UFT... responde Mano, (Um irformatomaníaco que faz ciências da computação)...
-         Ainda bem que perdemos... acrescenta Raul, (um acadêmico que faz Engenharia de Alimentos, e sabe fazer pão de queijo “cogumelos do pântano”).
-         Ufa! Escapamos por pouco... diz Valtei, com um tom de alívio, (este outro amigo faz Engenharia de Alimentos e é especializado em ranço oxidativo hidrolítico... entenderam?, nem eu....).
            Claro que diante de tais argumentações a única coisa que me restava era perguntar... e perguntei:
            -Que diabos vocês estão insinuando? Como é que alguém perde logo o BASA/UFT e ainda fica satisfeito?
            As explicações vieram logo e sem nenhum remorso.
-         O BASA/UFT sofreu um acidente... tombou!!! não me recordo qual dos três amigos me falou....
            Para mim nem precisava mais informação (apesar de fazer o curso de Comunicação Social), as imagens povoaram a minha cabeça, a vontade de correr desesperadamente para o local do acidente era inevitável.
            Pensei logo na grande quantidade de alunos que estariam dentro. Vi minha vida passar por inteiro naquela cena... Pensei no sangue, pensei no desespero das mães que deixaram seu filhos vir morar tão distante da família.Pensei em tantos sonhos que estariam chegando ao fim naquele momento. Pensei nos Einsteins que perderáimos, nos Drumonds de Andrade, nas Coras Coralinas, nos Willians Boners e em ultima instância, com aperfeiçoamento, até nos “Lulas” e FHCs... Pensei nos livros e mochilas amontoados sobre os destroços, pensei naquelas ambulâncias do SAMU e suas sirenes assustadoras.
            Vou continuar pensando... Pensei em algumas carteiras que ficariam vazias nas salas de aula. Pensei nas faixas pretas pregadas no campus, pensei nas cantinas, agora bem menos felizes. Pensei nas pastas e arquivos dos labins que ficariam sem dono, nas fichas da biblioteca com aquela foto 3x4 de recordação. Pensei em tudo... até na possibilidade dos meus três amigos estarem mentido... espera aí! Claro que deve ser mentira!!! como posso cair nessa? Tantos ônibus... e acontecer logo com o BASA/UFT?... era mentira sim... Ufa!
            A alternativa de transporte para os alunos de baixa renda continua “viva”. Ele não tombou e Deus nunca vai deixar que tombe. Com seu motor possante, com a sua cor verde, com aqueles “nominhos” escritos em amarelo limão (varia) que podemos vizualizar de longe... Lá vem ele (BASA/UFT) corram!!! Seus assentos duros, porém confortáveis, sua superlotação nos horários de pico, seu motorista usando camisa azul e um crachá, e principalmente... as duas melhores coisas: A ausência de cobrador e a sua rota que é uma das mais importantes dessa cidade BASA/UFT -  Restaurante Comunitário. Êta rota abençoada.
            “BASA” (pros íntimos), que nunca falte o óleo precioso que faz movimentar suas rodas nessa trajeto. Que nunca se acabe o ânimo e a potência com que você transporta 50,60,70 ou até mais alunos. Que seu farol continue aceso e cheio de alegria durante a noite. Que seus freios continuem fazendo barulho e acima de tudo, evitando desastres. Que em seu interior permaneçam as mesmas conversas dos alunos que querem mudar o mundo. Que a esperança de alguém que sonha em ter uma pick-up, um iate ou avião, nunca seja retirada diante dos solavancos dessas rotatórias.
            Meu amigo BASA/UFT, ontem eu tinha bicicleta, hoje eu tenho uma moto, amanhã pode ser um carro, ou talvez apenas os pés para caminhar. O importante é saber que você carrega espremido em suas poltronas a carga mais preciosa do mundo, algo de inestimável valor: O conhecimento, e principalmente a busca por mais conhecimento ainda. Cada pessoa que entra, cada pessoa que sai, cada vez que você cruza os portões da Universidade Federal do Tocantins em Palmas, não é só mais um ônibus que chega, é um universo inteiro de idéias capazes de mudar a rota de nossas vidas, e traçar o destino para um mundo melhor.

IDGLAN MAIA (BOB) 6º PERÍODO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
_________________________________

Logo abaixo, fotos da última grande mobilização na UFT, em prol da melhoria no transporte para os alunos. Eu estava lá. E tenho muito orgulho disso. Bem no canitnho, em cima do trio e de óculos escuros! Nostalgia..
Pate da história do movimento estudantil na universidade. Todos contribuíram e independente das versões, tenho orgulho em dizer que participei dessa manisfestação.
O que resta aos alunos dessa 'nova era' na UFT? Vontade de lutar pelo puro e simples movimento estudatil!
Estamos caminhando nesse rumo.. é só não nos esquecermos desses princípios que resolveram ou pelo menos sacudiram esse país e esse Estado!
Para quem quiser ler a carta do ex-presidente do DCE/UFT relatando sobre o caso, o link pode ser conferido aqui.


terça-feira, 17 de agosto de 2010

Interdisciplinariedade


Nessas duas semanas, 9 a 20 de agosto, tivemos uma disciplina em módulo intitulada de "Métodos Interdisciplinares" e que foi bem interessante. Uma briga danada! Ciências naturais X Ciências Sociais...
Ahh nem, até certo ponto foi interessante e estimulante a discussão, mas chegamos em um momento que tudo não passou de vã filosofia.
Odeio discursos que se dizem super contextualizados e que na verdade, não passam de utopia.
Por mais que eu seja da área das Ciências Sociais não consigo divagar muito. Para mim é perda de tempo.
Sou prática e objetiva! É 8 ou 80!
Enfim. Os conceitos apresentados pelos professores Dr. Ronaldo Campos e Dr. Martina Schäfer foram importantes para 'abrir a mente'. Quer dizer, mais ou menos.
Mas deu para ter uma idéia do que é essa multi-multi-inter-transdisciplinariedade!
Alguns conceitos:

“A Interdisciplinaridade é o lugar onde se pensa hoje a condição fragmentada
das ciências e onde, simultanamente, se exprime a nossa nostalgia de um
saber unificado. Interdisciplinaridade é integração dos saberes.

A idéia é compartilhar com vocês sobre todos os níveis de interdisciplinares, porém existem umas diferenças que ficaram bem mais claras depois da primeira semana de aula. São eles:

Multidisciplinaridade:
Se caracteriza por um ação simultânea de uma gama de disciplinas em torno
de uma temática comum. Essa atuação, no entanto, ainda é muito fragmentada,
na medida em que não se explora a relação entro os conhecimentos
disciplinares e não há nehnhum tipo de cooperação entre as disciplinas
(Japiassú 1976).

Pluridisciplinaridade:
Diferentemente do nível anterior, se observa a presença de algum tipo de
interação entro os conhecimentos interdisciplinares, embora eles ainda se
situem num mesmo nível hierárquico, não havendo ainda nunhum tipo de
coordenação preveniente de um nível hierarquicamente superior (Japiassú
1976).

Interdisciplinaridade:
A Interdisciplinaridade representa o terceiro nível de interação entre as
disciplinas. É caracterizada pela presença de uma axiomática comum a um
grupo de disciplinas conexas e definida no nível hierárquico imediatamente
superior de onde procede a coordenação das ações disciplinares.Há
cooperação e diálogo entre as disciplinas do conhecimento, mas nesse caso
se trata de uma ação coordenada (Carlos 2009: 2).

Transdisciplinaridade:
A transdisciplinaridade representa um nivel de integração disciplinar além da
interdisciplinaridade. É um tipo de interação onde ocorre um espécie de
integração de vários sistemas interdisciplnares num context mais amplo e
geral, gerando um interpretação mais holística dos fatos e fenômenos.

Para visualmente, entender melhor:


Alguns livros sobre os métodos interdisciplinares. Só tem um porém, todos em língua germânica. :P

É isso.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Intercâmbio: Seguro Saúde - PB4


POST ATUALIZADO AQUI!

Chegamos ao Seguro Saúde!
No meu caso, o PB4 - Certificado de Direito à Assistência Médica durante Estadia Temporária é o suficiente, pois contribui com o INSS durante minha época de trabalhadora com Carteira assinada. Alguma coisa boa nisso tudo!
Para quem nunca contribuiu também existem formas de conseguir o PB4. Esse documento é um acordo internacional firmado entre Portugal e Brasil no qual todo brasileiro contribuinte do INSS que se encontra em Portugal tem direito a atendimento médico nos hospitais públicos portugueses caso seja necessário e vice-versa.
O PB4 é válido em Portugal, Espanha, Grécia, Itália, Uruguai, Argentina, Chile ou Cabo Verde. Ah, um detalhe importante, esse documento vale ainda para a família do segurado do INSS. (Bom demais.. \o/)
Para dar entrada na papelada toda saí procurando nas minhas pastas de arquivos os contra-cheques, carteira de trabalho.. Tanta coisa! Bom, fui na sede do Ministério da Saúde aqui em Palmas, na seção da Autoria. Meu maior problema foi acessar o site do Ministério e ver que o endereço aqui na Capital estava mais atrasado que tudo. Dai já viu.. Peregrinação atrás do local certo.
Aqui em Palmas, o Ministério da Saúde fica na quadra ao lado do Hotel Pousada das Artes na 103 Sul.
Enfim, o pessoal foi super atencioso e o papel que você precisa fica pronto na hora!
Os documentos necessários são (fotocópia e original):
-->
Passaporte
Carta de Aceite
RG
Comprovante de residência no Brasil
Comprovante de inscrição na Previdência Social
Três últimos comprovantes de contribuição ao INSS
Carteira de trabalho
 Três últimos contra-cheques

Enfim, é isso!
Sucesso ai para quem for tirar seu PB4. O telefone aqui em Palmas é o (63) 3218.3918.
Mais informações.
Inté..

p.s: Espero não ter que usar esse documento por lá! rsrs

domingo, 15 de agosto de 2010

Intercâmbio: Passaporte

-->

Passaporte!
Essa foi a parte mais tranqüila e simples de todo o processo da documentação.  E claro, esse será o documento mais solicitado em todas as outras etapas. Em 7 dias meu passaporte ficou pronto e pude dar seguimento no contrato de alojamento, antecedentes criminais e como sempre diz um grande amigo meu ‘a porra toda’... kkk
Para adquirir o passaporte é simples. Tudo começa com o acesso ao site do Departamento de Polícia Federal www.dpf.gov.br. No site, clique no link "Requerer Passaporte". O passaporte que eu tirei foi o comum padrão ICAO, cor azul e foi implantado em todo território nacional.
Daí tem algumas informações importantes para você ler (não tenha preguiça, leia mesmo) e depois clique em "emissão do passaporte". Preencha o formulário com seus dados e ao final digite o código de segurança e clique em confirmar. Pronto.
Agora vem a parte do ‘faz- me rir’. Logo após de clicar em confirmar serão exibidos três botões, inicialmente clique em "gerar protocolo", depois "gerar GRU" (guia para pagamento da taxa) e finalmente em "fechar".
Daí você paga o boleto que custa R$ 156,07 (o azul). Caso você for refazer o seu passaporte e não apresentar o antigo (o verde), válido ou não), esse valor sobe para R$ 312,14.
Não existe mais "renovar" o passaporte, venceu? Pede outro e o valor da taxa é R$ 257,00.
Depois de pagar a GRU, você agenda seu atendimento em algum posto da PF (eu tive que agendar aqui em Palmas), leva seus documentos originais e a guia paga com comprovante... tudo bonitinho e faz a solicitação. Ufa!
E isso foi simples.
O mais complicado para mim, nessa história toda é que como estou correndo contra o tempo (prazos chegando ao fim) esperar 7 dias por um documentos é quase que viver um drama mexicano.  Sem contar que o departamento da PF que tive que ir fica no aeroporto. E aqui em Palmas, nosso aeroporto fica na PQP. Daí vocês me perguntam: mas por que o drama? – Meu transporte é ônibus coletivo baby e a temporada de “inferno de Dante” aqui na capital já começou (média de 45 na sombra)...
 Só isso! :P
___________________________________________________________
“DOCUMENTOS”
O interessado em obter o passaporte comum deve ser brasileiro nato ou naturalizado. Para realizar o pedido é preciso comparecer em quaisquer das unidades descentralizadas ou postos de atendimento do Departamento de Polícia Federal e apresentar em original os seguintes documentos:
  • Carteira de Identidade Civil (RG) e Certidão de Casamento com a devida averbação, se for o caso, para as pessoas que tiverem o nome alterado em razão de casamento, separação ou divórcio;
  • Carteira de Identidade Civil (RG) ou Certidão de Nascimento para os menores de 12 anos;
  • Título de Eleitor e comprovantes de que votou na última eleição (dos dois turnos, se houve). Na falta dos comprovantes, declaração da Justiça Eleitoral de que está quite com as obrigações eleitorais, ou justificativa eleitoral;
  • Documento que comprove quitação com o serviço militar obrigatório, para os requerentes do sexo masculino a partir de 01 de janeiro do ano em que completam 19 anos até 31 de dezembro do ano em que completam 45 anos;
  • Certificado de Naturalização, para os Naturalizados;
  • Comprovante de pagamento da taxa em reais, por meio da guia GRU (Guia de Recolhimento da União), que deverá ser preenchida pela internet, sendo necessário o CPF do requerente ou responsável, código da receita e da unidade arrecadadora conforme tabela das receitas existente na própria guia;
  • Apresentar o Passaporte anterior, quando houver (válido ou não). A não apresentação deste, por qualquer motivo, implica em pagamento da taxa em dobro;
  • O brasileiro que tiver seu passaporte válido inutilizado por qualquer repartição consular ou de imigração estrangeiras, no Brasil ou no exterior (por negativa de visto ou deportação), não está impedido de requerer um novo passaporte. Basta apresentar o passaporte, válido ou não, para cancelamento.
  • Conforme legislação, outros documentos poderão ser exigidos.
Outras informações
É obrigatória a presença do requerente na unidade do DPF, inclusive menor de 18 anos. As coletas de digitais, assinatura e fotografia serão realizadas nas dependências da Polícia Federal, por meios eletrônicos.
O passaporte será entregue pessoalmente a seu titular, mediante apresentação de documento de identidade e assinatura de recibo. Busque seu passaporte no horário e local indicados. O prazo de entrega é de no máximo seis dias úteis.
A validade do passaporte é de até cinco anos. Expirado o prazo de validade deverá ser solicitado um novo documento.
Não há renovação nem prorrogação de passaporte, se o seu está com prazo de validade expirado ou prestes a expirar e você deseja obter um novo documento de viagem, serão exigidos TODOS os documentos originais relacionados.
  ______________________________________________________________________
Ahh!
O Visto só pode ser adquirido nas embaixadas ou consulado de cada país.
Bom, mas isso é outro dilema que será contado aqui!
Inté.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Algumas verdades


Sabe aquilo que toda mulher sabe, mas não cumpre. Pois é! Resolvi seguir.
A primeira é que temos parar de dar prioridade para quem nos coloca na condição de 'opção'! #fato
E ontem, estava assistindo a novela (isso ai, sou noveleira) e escutei uma frase que me fez pensar bastante. Nela, uma personagem dizia à outra que por mais que ela tivese saído de um relacionamento, ela não deveria engatar em outro, pois enquanto ela não conseguisse viver sozinha e aprender a ser sozinha, enfim, se conhecer depois daquela experiência, ela não poderia se apaixonar novamente.
Ou seja, iria cometer os mesmo erros e não aprenderia nada com tudo que viveu! O.0?
Concordei em gênero, número e grau!
Enfim.
Era só isso.
É que fica engasgado sabe..
Daí tenho que falar..
Beijo!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Intercâmbio: Vou para Braga...


Então.
Meu intercâmbio será na cidade de Braga, que fica situada na região do Minho lá em Portugal.
Para matar um pouco a curiosidade publicarei alguma coisa sobre essa cidade e claro, posteriormente, serão minhas fotos que ilustrarão esse espaço aqui.
Que nervoso! Que vontade de chegar logo o dia de embarcar e pronto!
Estudar e pesquisar!
Desbravar e conhecer!
Enfim, viver!
\o/

----------------------------
Cidade de Braga   
Braga, ou Bracara Augusta, como os romanos a baptizaram, foi fundada pelos Celtas em 300 a.C. e foi um centro administrativo romano em 27 a.C.. Foi objecto de destruição por muçulmanos, tendo sido erguida novamente pelo povo Português ao longo dos séculos, sustentando agora um esplendor barroco como é difícil de encontrar.
Cidade da Província do Minho e capital de Distrito, a região constitui-se como uma planície de solo fecundo, protegida de ventos por um anfiteatro de colinas, percorrida pelos rios Homem e Cávado, fixando-se no sopé ocidental da Serra da Falperra.
A cidade é também conhecida como a "Roma Portuguesa" ou a "Cidade dos Arcebispos", pela sua concentração de arquitectura religiosa e por ter dois arcebispos. Braga é provavelmente o maior centro religioso do país, conhecida pelas suas igrejas Barrocas, pelas esplêndidas casas do século XVIII e pelos elaborados jardins e parques. Mas Braga combina muito bem a sua importância religiosa com a prosperidade comercial e industrial dos dias de hoje. Em termos sócio-económicos, o desenvolvimento de Braga é indissociável da criação da Universidade do Minho, que, por seu turno, obrigou a uma nova dinâmica em termos de oferta de unidades hoteleiras. É um grande centro comercial e um polo industrial em expansão.
Braga é uma das cidades mais jovens da Europa (foi considerada a cidade mais jovem da Europa em 1989), o que a torna uma cidade dinâmica e enérgica. Nos últimos 30 anos a população do Distrito cresceu mais de 25 por cento. Com os seus 150 mil habitantes é cada vez mais uma cidade agradável, voltada para o futuro. O Distrito de Braga apresenta parâmetros de desenvolvimento e de qualidade de vida muito acima da média nacional, sendo apenas superado pelas regiões do grande Porto e da grande Lisboa. Pelas estatísticas e racios poder-se-á facilmente depreender isso, que somados à sua posição geográfica estratégica e ao seu desenvolvimento, fazem deste Distrito uma das regiões mais atraentes para o investimento.
Braga oferece igualmente oportunidades de cultura e lazer únicas no país, com a sua animação nocturna, cinemas, teatro, exposições, museus e galerias de arte.

Locais de Interesse
- Sé Catedral, a mais antiga de Portugal, construída por D. Henrique e D. Teresa.
- Largo do Paço, no passado Palácio dos Arcebispos, actualmente, a Reitoria da Universidade do Minho
- Santuários do Sameiro e Bom Jesus
- Mosteiro de Tibães
- Palácio do Raio
- Torre de Menagem
- Casa dos Crivos
Mensalmente, a Câmara Municipal edita um Boletim Cultural com as principais actividades da cidade. Este boletim pode ser adquirido no Posto de Turismo, gratuitamente.

ArtesanatoArtigos em verga e palhinha - cestos, chapéus, mobiliário.
Tecelagem - saias e mantas, carpetes e tapetes.
Cerâmica - canecas, jarros, tijelas, cassarolas, figuras de músicos, galos, grupos da Última Ceia e miniaturas.
Carpintaria - gramadeiras e espadelas de linho, rocas e fusos.

Festas e Romarias
Feira Semanal Todas as terças-feiras no exterior do Parque de Exposições de Braga realiza-se uma grande feira onde poderá ser encontrado todo o tipo de móveis, roupas, calçado, utilidades domésticas.
Festas da Semana Santa- Páscoa
Durante toda essa semana há muitas procissões e os altares das Igrejas, cada um invocando uma cena da paixão de Cristo, encontram-se lindamente decorados com flores e velas. Esta semana atrai muitos turistas à cidade, vindos de todo o país e de Espanha.
Festas de S. João Noite de 23 para 24 de Junho - De todo o país chegam excursões para participar nas festividades do S. João Bracarense, em que as pessoas batem nas cabeças de quem passa com os tradicionais "martelinhos" e os "alhos-porros". Música e mais música, iluminação artística, danças e cantares, invadem o espírito do bom folclore do Minho.

sábado, 7 de agosto de 2010

Intercâmbio: Então... Eu vou!



Vou fazer intercâmbio!
O que era para acontecer só em 2012, acontecerá agora em 2010! Era para ser Londres e agora é Portugal! Estou tão nervosa, ansiosa e com milhões de borboletas no estômago! Uma sensação única e inexplicável! Resumindo: estou feliz!
Vou para a Universidade do Minho, em Braga, Portugal, cursar algumas disciplinas no Mestrado em História. Estou TÃO empolgada com isso tudo e principalmente, com minha pesquisa, pois irei ao berço de onde começou a Festa do Divino Espírito Santo! Gente do céu! Bom demais...
Como dizem os nossos patrícios: Óh pá!
Como algumas pessoas íntimas já sabem e todos da minha turma do Mestrado também, resolvi abrir o verbo e utilizar meu blog para exorcizar (mais uma vez) meus problemas e aventuras com toda a burocracia que existe para tal.
Nossa! Tanta burocracia que até desanima, mas as coisas vão se encaixando perfeitamente que só dá vontade sorrir e claro, agradecer a Deus por tudo. Enfim, já que a vida amorosa foi para o saco, o que me resta é investir na profissional que vai muito bem obrigada!
Bom, mas para fazer intercâmbio existe mil e um documentos que tenho que correr e o primeiro deles é a “Carta de Aceite” da Universidade do Minho e essa, eu já tenho! Aliás, está quase tudo pronto, só faltam as passagens (caras pra dedéu) e foi por isso que demorei atualizar esse espaço aqui... \o/
Depois de sondar todos os documentos necessários para tirar o visto fiz umas matérias ‘especiais’ sobre toda a documentação que tive que correr atrás para solicitar o Visto e fica OK aqui no Brasil e lá nas “Zuropa”... rsrs
A ansiedade toma conta de mim (já disse isso?), principalmente porque ficarei 6 meses fora do meu Brasil que amo tanto! Adoro nossas festas, nosso calor e principalmente, nosso povo e cultura. Amo tudo isso mesmo.
Meu pai disse que era para eu levar minha cultura, meu conhecimento, mas deixar meu coração aqui! Claro, né! Não consigo ficar longe da minha família e do meu calorzinho de Palmas! :D
Enfim, muita papelada, andanças, sol quente na moleira, ônibus lotados, filas e boa vontade de servidores públicos (fui bem tratada em todos os órgãos em que tive que ir).  Minha maior preocupação agora é com o Visto, pois todo mês eles mudam os documentos que temos que levar...
Como diz a Gabi, que também vai nesse intercâmbio, o lance é ter fé. Ela me enviou uma frase linda e que tem me motivado todos os dias: “Com a fé no dia -a-dia, encontro a solução..."
Todas as novidades serão postadas aqui e com relação a pesquisa sobre a Festa do Divino, serão publicadas no blog que fiz (exclusivamente) para descrever para vocês essa etapa da minha vida.
É isso!
:P
Ui!