domingo, 10 de outubro de 2010

Braga e seus lugares...

Oi!
Retomando as atividades do blog. Mais uma vez.
Vamos contar as coisas, não é mesmo?
Hoje teríamos um passeio pelo centro histórico de Braga, porém eu não acordei.
Mas também não perdi nada: não teve passeio. #phoda
Enfim, fiquei em casa e comecei a pesquisa alguns lugares que eu iriam mostrar para vocês que existem em Braga e são repletos de história.
Encontrei um site com algumas dicas.

Braga

O distrito de Braga, no coração da verde e fértil província do Minho, estende-se a partir do interior do oceano, com um cenário coberto de árvores que ondula entre suaves colinas e vales. A cidade de Braga, provavelmente o maior centro religioso de Portugal, é conhecida pelas suas igrejas Barrocas, pelas esplêndidas casas do século XVIII e pelos elaborados jardins e parques. A zona velha da cidade é majestosa e antiga, mas a indústria e o comércio trouxeram-lhe um animado estilo de vida, preenchido por universidades, arredores modernos, bares e restaurantes.
Não muito longe, a cidade de Guimarães, conhecida como o local de nascença do país, é sem dúvida um lugar a visitar, não só pelo seu glorioso castelo, mas também pelo quarteirão medieval ainda perfeitamente preservado.
A cidade de Barcelos é famosa pela cerâmica (especialmente pelo Galo de Barcelos) e pelo animado mercado semanal, o maior da região, enquanto Citânia de Briteiros constitui um impressionante centro arqueológico da Idade de Ferro.
Na costa, Esposende, Ofir e Apúlia mostram-nos bonitas praias selvagens.
Este distrito é conhecido pelas suas festas e festivais populares e pela gastronomia local, composta por muitas e variadas receitas.
Os principais monumentos da cidade incluem uma catedral do século XII (reconstruída no século XVI sob os estilos Gótico e Mouro, que formam o conhecido estilo Manuelino), a igreja de Santa Cruz que data do século XVII e uma biblioteca que contém livros e manuscritos muito raros. Numa montanha, a cerca de 5km para Sudoeste, ergue-se o santuário Bom Jesus do Monte, que é visitado no Domingo de Pentecostes por milhares de peregrinos e que é famoso pela sua escadaria do século XVIII.
Não muito longe, situa-se o Monte Sameiro, no topo do qual se ergue uma colossal estátua da Virgem Maria.
A Universidade do Minho foi fundada em Braga em 1973.
Anualmente, durante os meses de Junho e Setembro, realizam-se grandes feiras de gado.

Locais a Visitar

Ruínas romanas de Bracara Augusta (Braga)A cidade de Bracara Augusta foi fundada pelo Imperador Augusto entre o ano 3 A.C. e o ano 4 da nossa era, vindo a tornar-se capital da província da Gallaecia, no séc. III.
No séc. IV, após a conversão ao Cristianismo, Bracara Augusta torna-se sede de Bispado. Posteriormente, foi ocupada pelos Sevos e Visigodos ( séc. IV) e pelos Árabes ( séc.VI). O Projecto de Salvamento de Bracara Augusta teve início na década 70 com o objectivo de conhecer melhor as diferentes fases da história da cidade bem como preservar os testemunhos arqueológicos ainda existentes.

Santuário do Bom Jesus do Monte (Braga) FUI!O Santuário de Bom Jesus do Monte é considerado um dos mais bonitos de Portugal. Este santuário, uma obra de Carlos Amarante, evoca o amor a Deus e encontra-se rodeado de esplêndidos jardins. Para lá chegar tem duas opções: ou apanha o elevador ou sobe os extraordinários 17 lanços de escadas, que divergem e convergem ao lado de vasos, estátuas e fontes realmente impressionantes.
As capelas que ladeiam o pátio evocam os temas bíblicos da Assunção, da Aparição da Madalena e do Encontro de Emaús, separadas por fontes dedicadas aos quatro evangelistas: S. Marcos, S. Lucas, S. João e S. Mateus.

Igreja de Santa Cruz (Braga) FUI!Construída no século XVIII, a igreja de Santa Cruz é do estilo barroco maneirista. No interior, destacam-se a talha dourada, a nave muito alta formada por uma abóbada de pedra esquartelada, bem como o órgão e os púlpitos.

Sé Catedral (Braga) PASSEI NA FRENTE!
Dentro da cidade de Braga, bem no Centro Histórico, encontra-se a Sé Catedral e o seu tesouro, verdadeiras relíquias bracarenses. Este espantoso monumento, construído sob os estilos gótico, renascentista e barroco, foi fundado em 1070, destacando-se o ornamentado telhado, concebido por João de Castilho, o arquitecto do Mosteiro dos Jerónimos em Lisboa.
Outro ponto de referência na Sé Catedral são os 12 painéis de cerâmica, concebidos pelo professor Álvaro Rocha, que espelham as Estações da Cruz e que se situam por trás do altar-mor.

Jardim de Santa Bárbara (Braga) FUI!O jardim de Santa Bárbara é um dos mais belos de Portugal. Localizado nas traseiras da Sé Catedral, reúne flores e cores num resultado quase divino.

Igreja de Nossa Senhora da Oliveira (Guimarães)Esta igreja foi mandada reedificar por D. João I nos finais do séc. XIV, em consequência de um voto que este fez à Virgem da Oliveira, por causa da vitória de Aljubarrota. A capela-mor foi ampliada nos finais do séc. XVII, sob o patrocínio de D. Pedro V. Existem dois painéis sobre o cadeiral seiscentista atribuídos ao pintor Pedro Alexandrino, e na capela do Santíssimo Sacramento existe um altar de prata e um frontal também em prata, obra de ourives vimaranenses.

Castelo (Guimarães) O primitivo castelo foi levantado em meados do séc. X, por ordem da condessa Mumadona, para defender a povoação e o mosteiro por ela fundado, dos ataques dos mouros.
O Conde D. Henrique ampliou-o no séc. XII e às suas paredes foram ligar as muralhas de Guimarães, concluídas no reinado de D. Dinis.

Teleférico da Penha (Guimarães)Do monte da Penha podem-se contemplar excelentes vistas panorâmicas. Para lá chegar, pode apanhar o teleférico, inaugurado em 1995, constituído por 40 cabinas de 6 lugares. Este meio de transporte, não só possibilita uma alternativa à rede viária existente, como também proporciona momentos de deslumbramento inesquecíveis.
Fonte: http://www.portugal-live.net/P/places/braga.html

Um comentário:

  1. Vc já foi em Guimarães? Mas tá saídinha! Rsss :)

    ResponderExcluir