domingo, 21 de novembro de 2010

Moro aqui...


Moro na residência universitária de Santa Tecla onde teoricamente os pobres-universitários-sem-renda-minima moram! Sim, a maior parte dos estudantes não tem tanta grana, mas claro que para toda regra existe uma exceção. Eu não sou.
O complexo de blocos é dividido em 5 prédios. Moramos ao lado dos ‘ciganos’. Eles são imigrantes do leste europeu e são barulhentos e bem ‘porquinhos’. TUDO que acham que é lixo vem parar na calçada do nosso prédio. Daí já viu, quando estou indo para a universidade encontro sapatos, roupas, aspirador de pó, sofá, garrafas quebradas, resto de comida, cocô de cachorro, legumes, quadros, bonecas, peças de carro, vômito.. Ai! É terrível e simplesmente desvio e não tento olhar...
Para entrar no complexo ou em qualquer outro bloco temos nossos cartões de identificação que são acionados quando ‘passamos’ pelo identificador e tal. Sem contar com câmeras em todos os cantos.
O Bloco A (que é inteiramente feminino) é um dos mais novos, assim como o B e o C e neles, existem quartos duplos e individuais, além das cozinhas e banheiros comunitários. Ao lado do C fica a cantina ou como chamamos no Brasil, restaurante universitário. Comida sem sal e ruim, que só de lembrar me embrulha o estômago. Os blocos D e E são os mais antigos e neles há banheiros dentro dos quartos (alguns até frigobar). No bloco D fica a lavanderia e academia. E no bloco E, fica o laboratório de informática e copiadora.
Tudo aqui é pago, ou seja, use e pague um preço mais ‘bacaninha’ para os alunos.
Moro no bloco A. Divido quarto com uma romena e divido a cozinha e o banheiro com 22 mulheres. No meu andar, são 10 quartos duplos e 3 individuais onde convivo com pessoas da Indonésia, Cabo Verde, Romênia, Portugal, Moçambique e Brasil.
É meio complicado o ‘tal’ de dividir banheiro e cozinha. Temos 8 duchas, 8 sanitários e 6 pias no banheiro. Claro que eu tenho a minha ducha preferida, que é a primeira do lado do meu quarto, pois a água quente é mais ‘quente’ e permanece mais tempo assim.  Na cozinha temos 2 microondas e duas geladeiras. Daí que nasce o problema: espaço.
Todo mundo quer colocar suas compras na geladeira e se esquecem do senso de ‘deixe espaço para sua amiguinha’. Enfim, eu não compro muita coisa até porque estraga, mas tem gente que se deixar ocupa tudo. Com relação à utilização da cozinha isso me estressa um pouco, pois quando nossas amigas da Indonésia estão por lá, elas conseguem ocupar todos os espaços desde a mesa até os 2 microondas e você acaba se sentindo em um daqueles restaurantes asiáticos que fazem a comida e você fica vendo tudo.. Não sei explicar direito, mas acho que dá para entender.
Outra coisa complicada é o lavar roupa. Geralmente acumulo duas semanas de roupas sujas, pois na lavanderia temos máquinas de 8kg e daqui que eu suje essa quantidade de roupa tenho que esperar um tempo. Pagamos 1 euro por cada 8kg de roupa e para secar pagamos 0,50 cêntimos. Mas quem disse que a secadora seca?? Ainda mais com esse tempo maravilhoso que faz em Braga (frio e chuva). Ledo engano. Temos que passar pelo menos umas 3 vezes na secadora!!
Outra coisa que aprendi aqui é não inventar de lavar roupas nos finais de semana e muito menos querer ocupar seu tempo com outra coisa. Se quiser lavar roupa, tire o dia para isso e pronto. Senão você perde vaga na fila da máquina, da secadora e daí já viu. Ou pior, como aconteceu comigo certo dia desses onde  tive que vir no meu andar e faltava 15 minutos para terminar minha roupa, cheguei lá em 20 minutos e todas as minhas roupas estavam jogadas em cima do banco. Fiquei puta da vida!!
Poxa. Sempre colaboro com a galera que atrasa um pouco e tiro a roupa e coloco na sacola deles e tal, nunca achei por mal fazer isso, e um(a) imbecil simplesmente joga minhas roupas no canto?! Sacanagem...
Enfim. Tirando esses problemas gosto de morar aqui. Alias, gostar eu não gosto não, apenas aprendi a morar aqui.
O momento que mais gosto do dia é quando vou tomar banho e fico sozinha. Tento ir nas horas em que não tem ninguém no andar.
Sabe o que é ficar SOZINHA? Sem topar com ninguém, sem escutar ninguém... Ficar comigo e pronto.  É M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O-!
Aqui não tenho muita oportunidade de ter ‘os meus momentos’ porque sempre tem barulho da rua onde os ciganos ficam gritando, buzinas de carro, tem gente conversando na cozinha, tem microondas apitando, tem gente pisoteando no andar de cima com seus saltos e arrastadas de cadeiras... Não tem como.
E para piorar, o meu quarto fica na esquina da rua. Todo o barulho do mundo (o dia e a noite toda) está ao meu redor. E agora, no inverno, a parede do lado da minha cama começou a mofar... kkkk.. Desgraça pouca é bobagem! Limpo a cada dois dias, mas não tem jeito. Ainda bem que não sou alérgica!
Bom! Abaixo tem algumas fotos de como são as instalações aqui em Santa Tecla.










See you later... o/

Um comentário:

  1. Pelo menos é tudo limpo. Isso já é um ponto megapositivo em relação ao Brasil. Ou será que vc já se esqueceu do ENECOM Salvador? iauehiaue

    Beijo e aproveita essa chance única!

    ResponderExcluir