sexta-feira, 30 de abril de 2010

A turma!


A minha turma de Mestrado é muito engraçada!
Como somos de formações acadêmicas as discussões beiram à loucura e ao senso comum! Isso é ruim ou bom. Não sei explicar direito..
Já passamos por disciplinas sobre Ecologia, Sociedade, Ciências da Terra e ainda estamos na bendita Metodologia.
As minhas pesquisas vão começar nesse mês de maio. Vou para Natividade dia 20 e só volto no dia 24. Quero fazer uma imersão na festa antes de ir 'pra valer' no próximo ano. É tudo muito bom! E acredito que será ótimo.
E lembrando que esse blog será meu diário de campo por isso que ele está meio 'paradinho', estou cumprindo créditos! Correria e correria!
Espero escrever mais e claro, colocar minhas impressões e leituras por aqui.
Vamos que vamos!
\o/

p.s: quem vê a animação, não sabe a gripe que estou hoje.. :(

Permanecendo jovem..


1.      Deixe fora os números que não são essenciais. Isto inclui a idade, o peso e a altura. Deixe que os médicos se preocupem com isso.

2. Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo. 
(Lembre-se disto se for um desses depressivos!) 

3. Aprenda sempre: Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja. Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso. 

'Uma mente preguiçosa é oficina do Alemão.' E o nome do Alemão é Alzheimer!

4. Aprecie mais as pequenas coisas. 

5. Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar. 
E se tiver um amigo que o faça rir, passe muito e muito tempo com ele ou ela!

6. Quando as lágrimas aparecerem,  aguente, sofra e ultrapasse. 
A única pessoa que fica conosco toda a nossa vida somos nós próprios. 
VIVA enquanto estiver vivo. 

7. Rodeie-se das coisas que ama:  
Quer seja a família, animais, plantas, hobbies, o que quer que seja. 
O seu lar é o seu refúgio. 

8. Tome cuidado com a sua saúde:
Se é boa, mantenha-a. 
Se é instável, melhore-a. 
Se não consegue melhorá-la , procure ajuda.

9. Não faça viagens de culpa. Faça uma viagem ao centro comercial, até a um país diferente, mas NÃO para onde  haja culpa

10. Diga às pessoas que ama que as ama a cada oportunidade.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

7 dias



Li uma vez que  o número 7 é cheio de simbolismos e representa ciclos perfeitos.
Eis meus últimos 7 dias. Acredito que fechei esse ciclo..
Nessa última semana aconteceram tantas coisas que fizeram com que eu repensasse se algumas coisas e pessoas são realmente importantes na minha vida. E a pior resposta que tive foi NÃO. Algumas, não são mesmo.
Isso não quer dizer que eu não me importe com os outros...
É só que em certas épocas é melhor se afastar de tudo e de todos, meio que ficar invisível, para que a tempestade passe.
Isso também não quer dizer que eu quero ser indiferente...
Fiquei tão chateada com atitudes de pessoas que até então eu considerava "especiais", "amigos", "considerava" e hoje, depois desses 7 dias de tormenta, perderam o "encanto".
Isso não quer dizer que eu não mantenha contato...
Me disseram para não comentar tanto os meus problemas com os outros, mesmo que sejam pessoas confiáveis, pois isso atrai energia negativa.
Isso não quer dizer que eu nunca soube que essa afirmativa é verdadeira...
Convivi e conversei com pessoas egoístas, estranhas, 'do msn', estrangeiras, festeiras, companheiras de lágrimas, conselheiras, irmãs e de fé. Elas me mostraram o quanto o ser humano age diferentemente em cada situação e o quanto eu posso está certa na maior parte das vezes em que pedi algum conselho para elas.
Isso não quer dizer que não vou deixar de pedir conselhos...
Fico triste e ainda estou triste em saber que as pessoas sempre distorcem as histórias e te fazem parecer a pior criatura que está nessa Terra.
Isso também não quer dizer que eles não conseguiram me deixar assim..
E fico confusa com tantas coincidências, sonhos e planos, pois não sei se são verdadeiros ou apenas iscas para fisgar o peixe e pronto.
Isso não quer dizer que isso não me faz acreditar, mesmo que por um momento...
Esses episódios "tristes" me marcaram e vou levá-los na memória, assim como os momentos "felizes", momentos de "decisão", de "decepção" e de "auto-valorização"..
Isso não quer dizer que não poderei passar por isso de novo...

p.s: espero que nunca mais!

domingo, 18 de abril de 2010

Alice

Nessa madrugada assisti o filme "Alice no País das Maravilhas" dirigido por Tim Burton.
Um filme muito bom na minha opinião e claro, das milhões de pessoas que já foram aos cinemas vê-lo. Gostei da fotografia, do figurino, da animação, a 'moral da história'.. enfim, um ótimo filme.
O filme se passa 13 anos após a história original, com Alice já com 19 anos. A mocinha dos longos cachos loiros está em uma festa da nobreza em Oxford (UK), onde vive, até que descobre que está prestes a ser pedida em casamento. Desesperada, ela foge seguindo um coelho branco, e vai parar no "País das Maravilhas", um local que ela visitou há treze anos mas não se lembrava mais. 
Tudo bem que demorou cair a ficha que a moça estava retornando lá.. rsrs
E claro, não lembrava muito da história original.

Alguns pontos:

  • Adorei os vestidos da Alice!
  • A Rainha Branca tinha um jeitinho de 'bobozinha'...
  • Acho que rolou um clima entre a Alice e Chapeleiro no final do filme.
  • E, se eu fosse algum dos personagens, queria ser a 'ratinha'. Imagine a brutalidade em pessoa, ou melhor, em camudongo! rsrs

sábado, 17 de abril de 2010

Raimundos no Tendencies


Gente!
Que show bom ontem!
Todas as bandas foram MUITO bacanas e curti mesmo o som delas. Agora, quando Raimundos subiu no palco, eu me realizei! As meninas do Girlie Hell (GO) também arrasaram!
Apesar do som não ter contribuído muito com o show dos caras... :(
Nossa. Precisava escutar 'rock' e extravasar! Que bom!
Se der, vou assistir hoje o Blaze Bayley! (tudo depende...)
Mas se não der certo, tenho duas alternativas: fico em casa ou vou curtir o Crossover com o Amon-ra na festa de aniversário da boate de Palmas! Já perceberam que gosto de tudo, não é?
O jeito "Várias Anas" de ser...
Na segunda noite do Tendendies Rock Festival encontrei-me com antigos amigos (até virtuais), conversei, dancei, surpreendi -me, disse umas verdades.. enfim, FUI FELIZ! \o/
Convido todos para irem ao festival e curtir muito!

p.s: estou empolgadinha, dá para perceber!

Inté!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

domingo, 4 de abril de 2010

Cicatrizes


Cicatrizes.
Todos temos e ainda bem que temos!
Quem me conhece já viu minhas marcas, principalmente do joelho, de uma infância e adolescência bem vivida! Rsrs
Nossa! Quantos tombos de bicicleta, patins.. Queda de moto.. Escorregão em cachoeira, pisos molhados de festas, piscina, casa do Chicão com prato de comida na mão (lá eu era campeã).. rsrsrs.. :P
Algumas cicatrizes distribuídas pelo corpo me fazem rir, outras, querer chorar e têm aquelas que dá vontade de voltar no tempo e 'dar o troco'.. A pior sensação de se ferir é que, principalmente quando você é criança, chora mais pelo que sua mãe vai dizer sobre o seu 'machucado' do que pela dor em si. Isso é fato!
Eu não posso negar.. até hoje sou assim, claro, tirando a parte do chorar!
Por exemplo, tenho uma cicatriz que adquiri fazendo fogueira de São João na porta de casa. Outra foi atravessando a cerca de arame farpado da vizinha da minha avó, só para roubar as goiabas (vermelhas-grandes-doces) que tinham no quintal da Dona Maria do Messias. Nesse episódio eu fiquei para trás e quase me fu...Ela escutou a gritaria dos meus primos comemorando a vitória do furto e me viu.. Imagine o meu desespero! :P
A maior parte das minhas cicatrizes são decorrentes de bola. Ahhh meus tempos de jogadora de futsal!
Comecei como goleira, mas eu era (sou) tão impaciente que pedi para o treinador me colocar na 'linha', pois as meninas eram muito 'devagar' e não resolviam a 'parada'. (Olha só o abuso da garota!)
Resultado? No nosso amistoso com as meninas (quase meninos) de outra escola, eu joguei na linha (era ala esquerda) e uma lá me derrubou e o sangue jorrou do meu joelho. Doeu, quase chorei... Olhei para o rosto dela com ódio fulminante, saí da quadra, enfaixei o joelho e voltei a jogar. Ohh vontade de ter dado o troco.. No fim das contas, pelo menos fiz um gol nesse jogo..
Ainda hoje me 'contemplo' com as cicatrizes de 'cair de madura'...
Devo ter 'problema'.. Essa semana ganhei minha mais nova cicatriz. Levei um tombo por causa do salto, sabe daqueles que você cai de quatro no chão? Pois é.. sobrou de novo para o joelho! rsrsrs
O joelho sempre sofre.. coitado.
E ultimamente tenho ganhado alguns arranhões de leve por causa da minha gatinha que é do mal. Só quer brincar se for para morder ou arranhar.. é doida! Sobra para as mãos da 'mamãe' aqui..
Enfim. Adoro minhas cicatrizes! Elas me relembram os caminhos percorridos durante minha infância, adolescência, juventude.. E que com certeza vão me lembrar lá no futuro o quanto eu era desastrada e feliz! :D