terça-feira, 15 de março de 2011

Solidão necessária?


Vivo um momento estranho. Não quero gostar de ninguém, mas ao mesmo tempo sim.  
Se bem que depois que cheguei ao Brasil conheci uma pessoa legal que poderia ter sido algo mais... 
Poderia, eu acho!
Carência? Pode ser. Mas não sei se o motivo dessa sensação é que vejo a maior parte das minhas amigas ‘casadinhas’ e com filhos. Veja só, nesse ano passado, três foram ‘mamães’ e mais duas casaram. Por sinal, no dia 2 de abril, tenho mais um casamento de amiga para ir...
Dois anos solteira!
Não gosto de ser solteira. Quer dizer, mais ou menos...
Mas sabe aquele sentimento de que apenas fui usada esse tempo todo, aliás, desde o fim do meu último relacionamento. É uma sensação estranha e tenho medo de ‘baixar’ a guarda para alguém. Quero ficar firme e forte nos meus propósitos profissionais, mas bem que dá uma vontade doida de largar tudo e viver um grande amor.
É...
Vontade dá, mas cadê esse amor que não bate na minha porta?
Eu fico aqui...
Estudando e esperando na janela...
Seria necessária essa solidão que impus para mim mesma? Seria?
Não sei.
Apenas divago sem sentido. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário