terça-feira, 8 de novembro de 2011

Roda da Vida


E quando é necessário optar por dar um tempo, ficar sozinhoe fazer o que você quer?
Sim, por livre e espontânea escolha. por escolher cuidar de você.
Não porque você levou um 'fora' de alguém e resolveu mudar e tomar uma atitude perante a vida. Claro que você não vai deixar de 'dar uns beijos por aí', como a maioria diz, mas dedicar um tempo para fazer o que você sempre quis, como estudar, viajar, rasgar dinheiro (opa.. rsrs), mudar a cor do cabelo, assistir TV comendo várias guloseimas e pouco importar se 'aquilo' vai lhe render alguns centímetros à mais...
Viver para você!
Simples, não é?
Não! Nenhum pouco, meu caro.
Dedicamos tempo aos nossos pais, irmãos, namorados, ficantes, amigos e na maior parte do tempo ( e isso é sério) esquecemos das nossas vontades.
Nos envolvemos na roda da vida (dos outros) e quando acordamos, não dá mais para sair.
Parar para pensar: "Poxa, e eu? Não posso viver o que quero?" é complicado! Alguns rotulam como 'individualismo' ou até mesmo 'egoísmo'. Claro que existe gente assim, e ultimamente, um exemplar desses passou na estrada na minha vida. Porém, o que proponho aqui, não é ser egoísta ou individualista (que isso sabemos muito bem diferenciar), mas sim, além de saber compartilhar, ser livre e viver teus sonhos.
É dificil viver nosso sonho quando temos responsabilidades como filhos, altos cargos e até mesmo, o nosso sonho concretizado. Isso aí é o tal de entrar na roda da vida (dos outros)...
Deixar fluir (como os desencanados dizem) é fácil... Vai fluir. Ahh vai! Mas pode fluir tanto que você não conseguirá segurar ou acompanhar aquilo que ficou por aí... Fluindo! Ou seja, a sua vida.
Não digo para chutar o 'pau da barraca', mas pelo menos, reavalie seus objetivos, seus sonhos, e caso, você seja um pretenso candidato à entrar na roda da vida (dos outros) ou mesmo da filosofia "deixa fluir", sinto-lhe dizer que, momentos passam e oportunidades também...
Por isso, que finalizo voltando ao questionamento do início desse texto: quando é necessário optar por fazer o que você quer? Quando a vida lhe der uma brecha ou agora, que você parou para pensar sobre isso.
Eu escolhi fazer o que quero, antes que a roda da vida (dos outros) chegue de masinho...
Mesmo que sozinha. Mesmo que demore.

Nenhum comentário:

Postar um comentário