quarta-feira, 30 de março de 2011

E a Maria ganhou..



Seria mera coincidência o nome 'Maria' o da vencedora da última edição do reality show "Big Brother Brasil"? Maria, esse nome tão comum na sociedade brasileira...
Maria que representou TÃO bem os dilemas que TODAS as mulheres já viveram, viverão ou vivem em suas vidas! Não quero saber o que ela fez da vida antes de entrar no programa. 
Gostei do resultado. Não posso negar! 
Gostei sim de ver uma mulher como todas as outras que correu atrás de um cara (feio pra caralho) e ele não deu bola, uma mulher que não entendia muitas piadas (nem eu entendo pôw) e pelo que transpareceu viveu o programa 'do jeito' dela...
Enfim, pouco me importa se o BBB é uma programa bobo ou manipula. Gente, só é manipulado quem quer! Será que isso é tão difícil de entender? Se as pessoas gastam o seu 'tempo' (ok, ficar deitado na frente do sofá é pior do que encher a cara de cachaça em um buteco?) assistindo um programa, problema de cada um, uai!
E outra, porque ninguém fala da "A Fazenda" com a mesma ênfase?
Acho graça...
Fico muito triste com os comentários que leio nas reportagens sobre o ganhadora desse reality show. Palavras e frases como 'burra', 'prostituta', 'analfabeta', 'prova de que nunca seremos primeiro mundo'...
Tá! Que falso moralismo é esse Brasil? Vem me dizer que todo mundo é santo? Que não somos um país de primeiro mundo por causa de fatos como esses? Menos! Bem menos! Só porque a menina é gostosa já é prostituta? 
Morei e estudei 4 meses e meio na Europa, convivi com portugueses, espanhóis, romenos, cabo verdianos, brasileiros e sinceramente, valorizamos algo que não presta e pior, nunca vai condizer com o perfil dos brasileiros e nossa condição de vida de encarar a vida da maneira que ela se apresenta no dia-a-dia. Nós não reclamamos e vamos à luta. Lá, esperam por um milagre. E sobre televisão: vocês não assistiram os realitys shows de lá.. Acham que BBB é uma bosta? Vão para o primeiro mundo!
Porque o primeiro mundo é melhor? Quem disse que é?
Só sei de uma coisa: a imagem que 'eles' tem de nós é a que nós queremos passar. Claro que não adianta esse falso moralismo que os internautas demonstraram nos seus comentários. Querer 'parecer' o que não é! Atire a primeira pedra, homens e mulheres, que nunca passaram pelo que Maria passou... Alguém? Alguém?  
Menos meu povo! Somos um povo alegre, farreiro, cachaceiro, sensual, bonito, tropicalientes e mesmo assim felizes! Do que adianta ser primeiro mundo e não viver isso que só nós temos? NÃO ADIANTA NADA..
Sempre que falava do Brasil vi no semblante de cada um aquela vontade de "eu queria morar onde você mora, ou seja, Brasil!" As pessoas que reclamam e atribuem o simples fato da Maria ter ganhado o BBB 11 vivem com uma tapume nos olhos e esquecem de olhar para si mesmas... Vamos acordar e julgar menos. Vivam mais!
E só para enfatizar: o blog é meu e a opinião também. Ninguém é senhor da razão e do puritanismo no mundo, se querem que o mundo seja assim, voltem para o século 17 e vivam na Europa! =P
Tenho dito!
Sobre Maria e o BBB 11 recomendo a matéria "Vitória de Maria no 'BBB 11' dá fim à supremacia dos 'shreks'. A jornalista Dolores Orosco fechou com chave de ouro seu texto ao dizer que "Maria está longe do padrão de mulheres que já venceram o "BBB". Não é a moça pobre, semi-alfabetizada que sofreu muito na vida. Escandalosa e abobalhada, venceu porque se divertiu até dar vexame. E divertiu também o "grande irmão" que no fim das contas, é o próprio espectador." [adorei]

sábado, 26 de março de 2011

Mudanças


Mudei de casa e com isso parece que toda uma vida muda também..
Engraçado como isso afeta nosso estado de espírito.
Meu guarda-roupa quebrou todo e não fiquei triste, aliás, me deu vontade de jogar fora e arrumar outro, mas dinheiro não nasce em árvore..
Ainda estamos sem energia, pois não vieram religar. [fim de semana com velas? ok!]
Vizinhas evangélicas que escutam os 'hinos' no máximo. [Nada contra as músicas, acho até bonitas, mas quero escutar as minhas também..rsrsrs]
Nada me abala..
Estou feliz com esse cantinho que só sairei daqui para minha casa própria! Meta de vida!
Bom, vou arrumar a bagunça e tentar organizar isso aqui... U-hu!
Vida nova a partir de agora.. \o/

segunda-feira, 21 de março de 2011

Pedalando


Descobri uma nova maneira de praticar esporte, relaxar a mente e curtir a paisagem: pedalar.
"Ganhei" uma bicicleta. O rapaz que ficou na minha casa no meu período de intercâmbio me deixou de herança uma bike e cinco DVDs de filmes infantis. E eu adoro essas duas coisas... rsrsrs
Ontem pedalei quase duas horas pelas ruas de Palmas.
Passei pela 210 Sul, Praça dos Girassóis e pela JK, depois parei para tomar um açaí no capricho (com frutas e sorvete).. Meu domingo foi ótimo e tranquilo...
Havia muito tempo que não tinha um dia tão bom e agradável.
Eu e eu mesma!
Ótimo..
=D

sábado, 19 de março de 2011

Mulheres de Chico




Ontem foi a inauguração de uma casa de espetáculos aqui em Palmas. Assim, na boa? Reinauguração, né? Porque lá já funcionava como casa de espetáculos e tal. A estrutura não mudou nada, apenas colocaram uma decoração ‘bacaninha’ e pronto.
Ganhei os ingressos para o camarote da imprensa. Achei caro o show. Enfim, final de mês é complicado. O camarote para 10 pessoas custava R$ 600,00, a mesa R$ 200,00 e a ‘pista’ (que, aliás, não tinha espaço para essa categoria) custou R$ 50,00.
O horário para começar as apresentações seria o de 22h30, mas como TUDO em Palmas nunca começou no horário mesmo, saí de casa por volta das 23h30 e ainda não tinha começado nada. O empresário e dono da ‘Casa’ pediu desculpas e tudo mais e ainda anunciou próximos shows como Alcione (confirmado) entre outros e possivelmente, Zeca Baleiro (essa parte eu não escutei bem, pois estava cumprimentando uns colegas jornalistas). =P
A noite começou com a apresentação dos artistas locais como Genésio Tocantins, Dorivã, J Bulhões entre outro pelo projeto Abacateiro.Muito bom diga-se de passagem! Após o show desse pessoal todo (coisa rápida) vieram as ‘Mulheres de Chico’. Eba!
Que isso? Elas tocam e cantam muitooooo. E só foi iniciar a batucada que começou toda a problemática da noite, que claro foi revertida em soluções práticas para melhorar nossa noite. Eu e meu amigo Fábio estávamos no camarote da imprensa daí as mulheres começam com um samba daqueles e nós íamos ficar parados??? Never!! Começou a balançar a estrutura lá e o cinegrafista pediu para sambarmos menos. Ok! Mas o pior de tudo foi um senhor que acompanhava a sua esposa colunista social ser super grosso e mal educado, pois ele simplesmente intimou o Fábio dizendo que ou ele sairia dali, nesse caso no alambrado, por bem ou por mal. Vê se pode! Educação ZERO! Ahh nem! Não agüento isso mais não... Querer dar uma de senhor da razão! Menos né! Se ele pelo menos tivesse o mínimo de educação e pedisse só assim: com licença? Tudo seria mais simples e polido.
Mas enfim, resolvemos descer e ficar na ‘pista’. Porque, desculpa, mas naquele show não tinha pista! Mesas e mais mesas espalhadas em toda área e lugar para dançar que é bom... Neca. Daí o pessoal mais animado (incluindo eu e Fábio) foi para a lateral das tendas, pois nem no palco dava para alcançar.
Sinceramente, o pessoal de Palmas é meio sem noção. Um show de samba e todos sentados? Só depois de mais da metade do show (e nessa hora, vamos dar vivas ao álcool na vida do ser humano) é que a galera que já estava etilicamente BEM feliz resolveu levantar ir para frente do palco e sambar até o chão. Daí, o pessoal da ‘pista’ foi contemplado e pode alcançar a frente do palco... Ser feliz e tralalá!
Show muito bom. Sambei até pedir arrego. Fui feliz ao som de Chico Buarque e cantei... Flutuei. Adorei o show e recomendo! Boa pedida da noite de Palmas e boa sacada desse empresário... Sucesso e bons shows nos aguardam por esse ano.
Inté!
p.s: só falta mudar a mentalidade das pessoas dessa cidade...

terça-feira, 15 de março de 2011

Música do Mês

Solidão necessária?


Vivo um momento estranho. Não quero gostar de ninguém, mas ao mesmo tempo sim.  
Se bem que depois que cheguei ao Brasil conheci uma pessoa legal que poderia ter sido algo mais... 
Poderia, eu acho!
Carência? Pode ser. Mas não sei se o motivo dessa sensação é que vejo a maior parte das minhas amigas ‘casadinhas’ e com filhos. Veja só, nesse ano passado, três foram ‘mamães’ e mais duas casaram. Por sinal, no dia 2 de abril, tenho mais um casamento de amiga para ir...
Dois anos solteira!
Não gosto de ser solteira. Quer dizer, mais ou menos...
Mas sabe aquele sentimento de que apenas fui usada esse tempo todo, aliás, desde o fim do meu último relacionamento. É uma sensação estranha e tenho medo de ‘baixar’ a guarda para alguém. Quero ficar firme e forte nos meus propósitos profissionais, mas bem que dá uma vontade doida de largar tudo e viver um grande amor.
É...
Vontade dá, mas cadê esse amor que não bate na minha porta?
Eu fico aqui...
Estudando e esperando na janela...
Seria necessária essa solidão que impus para mim mesma? Seria?
Não sei.
Apenas divago sem sentido. 

segunda-feira, 14 de março de 2011

No balanço do busão...


Já que não estou fazendo nada, resolvi postar no blog.
Nesse momento estou em Porto Nacional, distante aproximadamente 60km de Palmas, aguardando reunião com minha professora para minha orientação de pesquisa depois do intercâmbio. Tudo indica que devo sair daqui com o 'esqueleto' da bichinha pronto. Tomara, né... [se minha orientadora chegasse, seria lindo! 45 minutos esperandoooo]
Hoje reiniciei minha vida de universitária lisa. Contato direto com a vida com transporte público!
E foi no balanço do busão que conheci vários amigos que tenho até hoje, claro que isso na época do meu curso de graduação. Agora, a conversa é outra (nem tanto): estudante de mestrado, bolsista, porém sem emprego. Nada de mil maravilhas, mas a gente 'se diverte'. Utilizar o transporte público é bacana, ainda mais quando é um daqueles do 'povo'. Em Palmas, por exemplo, o 1 - Eixão, o 2 - TO-050 e por aí vai lotado até a tampa! Já tive carro e é maravilhoso poder se locomover para onde e quando quiser, mas o ônibus é especial, chega a ser divertido. Não sei explicar...  =P
Sabe aquele contato direto com as pessoas, inúmeras histórias de vida que cruzam por você (mesmo sem querer, acabo escutando os 'causos')? Isso que instiga e faz pensar na vida.
Vai me dizer que você nunca pensou na vida quando está dentro de um ônibus?
Todo mundo pensa e ao escutar a história de outra pessoa, muitas vezes, dá graças a Deus por sua vida ser bem melhor.

sábado, 12 de março de 2011

Frase do Mês

Tudo chega com o tempo para quem sabe esperar
(François Rabelais)

Aprender amar..



Hoje acessei o Facebook e vi a frase de uma brasileira que está em intercâmbio em Braga e ficou lá na nossa querida residência universitária Santa Tecla.
A frase era “Procura-se alguém que se valha a pena perder o controle"...
O engraçado é que ontem eu pensei nisso. Exatamente nisso!
Sentimos a necessidade de ter alguém perto. Perder a noção da vida e amar loucamente. Um sentimento incomum e inexplicável que toma conta do nosso corpo e ninguém consegue definir. Bom, eu nunca senti isso. Nunca mesmo. Já tive paixonites e encantamentos, quem sabe até um momento de cegueira constante...
Não sei se o problema é comigo, pois todos os homens dizem que sou mulher para casar, tranqüila e companheira. É sério isso... rsrsrs
Acredito que na verdade o problema é o meu dedo. Sim meu dedo podre! Eu que não sei escolher os ‘caras’ e só arrumo gente que acabou de sair de um relacionamento, só pensa em trabalhar, está deprê com a vida, enfim, tudo que não presta!
Só posso ter o carma para Madre Tereza de Calcutá!
Estou triste com tudo isso. Com essa desolação danada. Sinto falta mesmo de ter alguém para gostar e chamar de meu amor. É tão bonitinho isso...
Ahh! Posso ser piegas nesse momento, mas eu queria amar...
Não estou mais no pique de pegação. Nem para carnaval eu presto mais...  (sim, sou eu que estou dizendo isso!) Nesse último, praticamente casei. Só beijei um cara por vários dias e foi ótimo. Não tenho mais paciência para curtição. Como minhas amigas dizem: “Poli, você é mulher de um homem só!” E sou mesmo!
Enfim, quero alguém do meu lado com quem posso contar e com quem posso formar uma família. Nossa! Eu disse isso? Sim, quero uma família. Quero???
Quero. Que mulher não quer? Só se for aquelas que não sabem o quê é o amor.
Eu não sei, mas quero aprender.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Esperando



Agora sim, podemos dizer que o ano começou.
Terminei os trabalhos da Universidade do Minho, visitei meus pais, passei o carnaval em Gurupi com minhas amigas e já retomei minhas atividades do Mestrado em Ciências do Ambiente.
Já paguei até conta!
Pronto! Vida nos eixos...
Minha vida aqui em Palmas continua sem novidades, a sensação é a de que nunca saí daqui. Algumas pessoas mudaram de cidade, de endereço e até de emprego e eu, continuo na mesma, estudando e pesquisando sobre as festas religiosas. Só que não dá mais! Preciso de mais dinheiro na minha renda e só a bolsa não está me ajudando.
Enfim, estou correndo atrás de emprego, mas ‘de leve’. Tenho que fazer umas pesquisas de campo ainda em abril, maio e junho e terei que me ausentar da cidade por uns dias. Então, emprego para valer mesmo, a partir de julho. Mas posso fazer ‘freelancer’...
Não sei o quê acontecerá na minha vida por esses dias...
Ainda não colhi frutos do meu intercâmbio e isso já está me incomodando.
Tudo bem que tem poucos dias que cheguei de Portugal, aliás, 30 dias!
O jeito é seguir a frase de François Rabelais que diz que "Tudo chega com o tempo para quem sabe esperar."
Espero então...