sexta-feira, 20 de julho de 2012

Artigos científicos: submeter, enlouquecer..



Voltei.
Dias conturbados: felizes e aterrorizadores!
Estão passando (ou não!)...
Enfim, tenho ficado muito no FAcebook e esqueço meu xodó. E uma coisa é fato, o que está escrito aqui permanece por muito mais tempo do que naquela "rede social".
O meu dilema de hoje e raiva é a seguinte: escrever artigo para revistas.
Sim! Depois de cinco meses que defendi meu Mestrado ainda estou enrolada com isso!
Confesso que estou cansadíssima! =P
Sabe aquele momento em quem você olha sua dissertação de 165 páginas e tem que transforma-la em 20 páginas? Dai você até consegue separar o material e "meio" que tem 3 artigos... Só que, mesmo assim, você ainda continua com MUITAS páginas..Isso é injusto! Te colocam para escrever uma dissertação (pesquisa de campo e a porra toda) e você só pode dar entrada no certificado de Mestre se publicar em alguma revista (e elas só aceitam até 20 páginas)... 
Qualidade pra quê, né? 
O importante é volume de artigos publicados..
#capes_way_of_live

No blog da  encontrei isso: Exercício e cérebro.
Após essa maratona aprendi algumas coisas e queria compartilhar com vocês:
1 - Não submeta um trabalho antes de revisar mil vezes.
2 - Não mande no final do dia (quando tico e teco não está mais funcionando)
3 - Deixe algumas (muitas) horas do dia para revisar as referências.
4 - Escreva o resultado e exponha da forma mais clara possível
5 - Não ache que o revisor vai concordar com suas idéias tão fácil assim.
6 - Finja que está mandando pra Nature e é o artigo da sua vida. Assim, vc se dedica mais.
7 - Escolha bem a revista
8 - Faça tudo isso (se possível) sem pressa), já que poderá esperar (no mínimo) 3 meses pra receber um não e ter que reescrever e submeter para outra revista!
Espero ajudar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário