sábado, 8 de junho de 2013

Eu, refém do Facebook!


Ufa!
Agora eu tenho vida!
Exclui minha conta antiga do Facebook que misturava trabalho, vida acadêmica, vida pessoal e tudo mais em um lugar! Não deu em outra! Fui emitir uma opinião pessoal sobre um acontecimento aqui em Araguaína e respingou no meu trabalho! O presidente da instituição que eu afirmei que foi omissa no caso, simplesmente, veio falar com meu chefe! Ou seja, não posso mais emitir opinião! Viva a ditadura! Eba! Vivemos em uma democracia de fachada em que quem manda mesmo é quem tem dinheiro e pronto!
O lance é fechar os olhos para as mazelas da vida e achar tudo normal! Eu, formada em jornalismo, sendo cerceada de falar?! Isso é quase que um homicídio/suicídio! Enfim!
Mas como tenho familiares longe preciso manter contato e a forma mais eficaz e barata ainda é o Facebook! Por isso que criei um novo e-mail e uma nova conta nessa rede social! E foi a melhor coisa que fiz: separar trabalho da minha vida pessoal!
Antigamente eu tinha 1.300 "amigos" na rede e hoje não ultrapassarei os 70 (sem sombra de dúvida). Tirando que 50% são primos, tios e parentes que moram na BA, GO, SP e RS.. O restante são meus amigos que moram longe e que SIM podem saber da minha vida.
Eu me sentia refém do Facebook. Todo mundo de olho na minha vida e tinha medo até de colocar uma foto..O medo é real! E é óbvio que todo mundo que mistura as coisas acaba se phudendo.. como aconteceu comigo!
Temos que manter a máscara e a cara de pau de achar tudo normal. As pessoas podem falar mal uma das outras só não pode colocar no Facebook! Oras?! Facebook é uma sala de fofoca ampliada!!
Enfim. Estou feliz com minha nova decisão e não vou mais disseminar a inveja para meus "ex-amigos" de Facebook com minha viagens, meus amores, minha família, meus eventos e minha felicidade! Meus amigos sempre serão os mesmo e por mais que estejam longes não deixarão de ser! Esses que estão lá eu quero manter por perto PRA SEMPRE! Até porque eles mostraram interesse em continuar por perto! =D

Nenhum comentário:

Postar um comentário