quinta-feira, 26 de junho de 2014

As 15 coisas que a gente só entende depois que vira mãe



Por Poliana Macedo

1.     Por que o salto alto sai do guarda-roupa
Explique-me como você vai correr atrás de uma criança (ou bebê) com um salto 15? Não rola. Não rola mesmo! E o índice de queda é alto.

2. Por que ficar em casa, num sábado à noite, pode ser o melhor programa do mundo
Essa é a melhor sensação. Você e seu pequeno brincando de qualquer coisa ou vendo desenho na TV, ou simplesmente fazendo com que ele dê as melhores gargalhadas toda vez que você faz cócegas nele. É um momento de paz e de encontro.

3. Por que algumas famílias têm babá
Porque existem momentos e toda mãe irá sentir isso que dá vontade de explodir! Não que você não ame mais seu filho, porém as pressões do dia-a-dia fazem com que você tenha a extrema necessidade de se trancar em algum canto ou simplesmente sair por ai dirigindo sem dar satisfação para ninguém. E quem fica com o pequeno?

4. Por que algumas mães abandonam carreiras promissoras
Nesse último ano passei por diversos momentos “vou largar tudo e cuidar do meu filho”. Emprego passa. Carreira pode ser construída de novo e de outro maneiro, pois muitas vezes você não quer realmente altos cargos. Isso era para quando você não tinha amor próprio e vivia tentando mostrar para os outros que era melhor que o “resto”. Com seu filho, você será a melhor pessoa do mundo para ele, aliás, você é o exemplo dele por toda a vida e que quer sim, ter tempo para cuidar e ensinar coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar.

5. Por que nossas mães sempre foram tão preocupadas
Verdade universal! Mãe que é mãe sempre avisa “quando você for mãe vai entender”. Mãe, eu entendo e sou MUITO preocupada!

6. Por que todos sempre repetiam o mantra “aproveite para dormir agora, aproveite para dormir agora”
Só digo uma coisa. Tem exatos 20 meses que eu não sei o que é dormir. E isso é sério. E é verdade!

7. Por que as prioridades mudam (e radicalmente)
Como mudam! Viver uma vida simples e perto da sua família é a que vem à tona no primeiro instante!

8. Por que passamos a ver o mundo de outra forma
E ele é lindo, pequeninho e te chama de mamãe. Seu mundo é seu filhote.

9. Por que falar sobre cocô é tão natural quanto falar sobre o tempo
Claro! Tem o cocô mole, o cocô aguado, o cocô com um pouco de catarro, o cocô preto logo depois que ele nasce e tem o cocô quando come um feijão na comidinha que fica bem fedido... Ahh.. cocô é algo normal!

10. Por que a gente pensa duas vezes antes de aceitar qualquer convite
Em primeiro lugar você pensa se lá tem espaço (ou se é ambiente) para seu filho e em segundo se você vai se chatear mais ou descansar com essa tal saída.

11. Por que acordar às 8h da manhã é motivo de comemoração
Isso é verdade. Acordamos todos os dias (sim, todos os dias) às 6h. Acordar às 8h é tipo ganhar o Oscar.

12. Por que ir ao salão de beleza vira evento social
Fazer manicure em casa e queimar o cabelo com a chapinha virou rotina! Triste realidade. Existe toda uma força tarefa para ir ao salão e passar pelo menos umas 3 horas por lá. Menos que isso não dá!

13. Por que ler um livro inteirinho vira meta de ano novo
Em novembro comecei ler o “Jardim de Inverno”. Parei na página 10. E só.

14. Por que o tempo começa a passar ainda mais rápido (muito, muito, muito mais rápido)
E como passa! Ele já tem 1 ano e dois meses...

15. Por que o nosso corpo muda, mas a nossa alma muito mais
Nasce um novo ser naquele momento, e com o passar do tempo, vamos aprimorando todas essas mudanças. A alma fica mais leve e o coração mais aberto tudo.


*Ilustação “Maternidade” de Pablo Picasso

Nenhum comentário:

Postar um comentário