sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Sem glúten e sem lactose: minha vida por agora.



Minha vida deu uma mudada, com isso resolvi mudar até os hábitos alimentares. E deu certo!
Conversando com minha amiga Luciana que atualmente mora na França e é cheff de cozinha (dizem as más linguas que ela já foi jornalista por essas bandas do Tocantins) expliquei que sentia muita dor de cabeça e inchaço e acreditava isso ser motivado pela alimentação. Enfim, ela me convenceu trocar por uma semana pão por tapioca. 
Fiz. 
Resultado: nunca me senti tão leve e de bem com meu corpo. Não sinto inchaço, dor de cabeça, gases e nem tenho mais dificuldade em ir ao banheiro todos os dias. E sabe o melhor disso tudo? A barriga, aquela que todas nós mulheres ficamos possessas por ela ficar estufada, S-U-M-I-U. 
Tenho uma barriga normal agora e é maravilhoso me olhar no espelho e não ver o potinho.
É claro que se eu tivesse fazendo exercícios o resultado seria 3x maior, porém não tenho tempo. Sério. Não tenho tempo e não vou deixar de aproveitar meu filho para fazer exercícios. #prontofalei
Além de cortar o pão e consequentemente o glúten (cerveja, produtos industrializados, shoyu e etc) cortei a lactose. Jesus! Como é bom.. rsrsrs.. Meu filho criou uma resistência à lactose e eu compro o leite específico para ele (carooooo). Não bebo do leite dele, simplesmente cortei o leite. Como frutas, muita verdura e hortaliças na hor do almoço, sucos, café, mas leite não entra mais no meu cardápio. As vezes compro um queijo (porque amo demais) para comer com tapioca, mas é só comer que sinto o mal estar todo de novo.
Outra coisa que fiz foi diminuir a ingestão de carne vermelha e gordura (frituras e etc). Dei uma folga para meu estomago não sofrer tanto.. coitado. Já passou por algumas crises de gastrite nessa longa estrada da vida juvenil.
Não subi na balança, mas só de fechar o zíper da calça sem sentir que irei explodir já me deixa bem demais da conta.Acesso receitas que ensinam substituir a lactose e o glúten. Um aprendizado contínuo e bem gostoso.
É isso. Vou contando mais de coisinhas depois.


Nenhum comentário:

Postar um comentário